Para conter avanço da doença, Portos do Paraná reforça os cuidados contra a dengue
26/04/2022 - 10:48

Aplicação de larvicida, vistorias constantes a áreas com possibilidade de acúmulo de água parada e alertas aos empregados e comunidade portuária fazem parte da ação da empresa pública contra a doença

O Paraná enfrenta uma grave epidemia de dengue e os cuidados para combater o mosquito transmissor devem ser adotados por todos. Nos Portos de Paranaguá e Antonina, as ações foram reforçadas, como a aplicação regular de larvicida, vistorias frequentes e eliminação de pontos de acúmulo de água.

Trabalhadores portuários e comunidade portuária foram alertados e recebem orientação sobre a importância de evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença, também em casa.

“A principal providência para combater o mosquito e a doença é não deixar acumular água parada. Na área portuária, a Portos do Paraná faz vistorias semanais destes pontos e aplica, periodicamente, o larvicida na região”, conta a bióloga e analista portuária Juliana Vendrami.

A empresa pública mantém vários contratos no combate a vetores, como ratos, pombos e insetos, entre eles o mosquito transmissor da dengue, mas a ação conjunta de todos é fundamental para que os números da doença caiam.

ALERTA: A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) decretou situação de epidemia de dengue no Paraná e, de acordo com os informes epidemiológicos, Paranaguá está entre os municípios com crescimento no número de casos. O boletim do dia 5/4 apontava uma incidência de 43,89 casos prováveis em Paranaguá por 100 mil habitantes. No boletim do dia 12/04, a incidência cresceu e foi para 57,44. No dia 19/04, ficou em 70,35 e, no boletim desta terça-feira, dia 26, chega a 76,81.

Segundo Vendrami, a região possui condições meteorológicas favoráveis à reprodução e atuação do Aedes aegypti. “A temperatura e o clima fazem com que o Laboratório de Climatologia da Universidade Federal do Paraná considere Paranaguá uma cidade com Risco Climático Médio da Dengue”, explica a bióloga.

O Governo do Paraná disponibiliza mais informações e orientações de prevenção no portal www.dengue.pr.gov.br.

GALERIA DE IMAGENS