Portos paranaenses são destaque em fórum nacional de logística
19/10/2022 - 19:23

As iniciativas da Portos do Paraná para o desenvolvimento sustentável foram destaque no primeiro dia do Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária – Brasil Export, realizado nesta quarta-feira (19), em Brasília.

A empresa pública apresentou os avanços do Programa de Recuperação de Áreas Degradadas, os planos de implantação de uma usina biodigestora de recursos orgânicos e os programas ambientais que colocam o Porto de Paranaguá como referência mundial em sustentabilidade. O evento segue até quinta-feira (20).

“O Paraná tem investido em modelos inéditos para diminuir os impactos negativos da atividade portuária no ecossistema e nas comunidades em que estamos inseridos. Nossos projetos partem do princípio de que o porto deve ser a mola propulsora do desenvolvimento da região, melhorando a vida dos moradores e criando um ciclo de desenvolvimento que seja, efetivamente, sustentável”, afirmou o diretor de Meio Ambiente da autoridade portuária paranaense, João Paulo Ribeiro Santana. 

O painel “Ações de sustentabilidade e tecnologias verdes adotadas pelos portos públicos” contou ainda com a participação do presidente Porto de Suape (PE), Carlos Cavalcantti; do presidente do Porto de Itaqui (MA), Ted Lago; e do presidente da Codeba - Companhia das Docas do Estado da Bahia, Carlos Autran. Na pauta, a preservação da fauna e flora locais, mudanças da matriz energética e incentivo à sustentabilidade como pilar para aumentar eficiência das operações portuárias. 

RECONHECIMENTO - “Os portos têm um papel fundamental em um movimento coletivo de transformação. Essa mudança de comportamento, com ações concretas que já estão acontecendo, mostra que as autoridades portuárias já perceberam isso e o Paraná tem liderado esse momento”, destacou João Amaral, presidente do Conselho ESG do Brasil Export e diretor-geral do projeto Voz dos Oceanos. 

Em novembro, o Paraná participa pela terceira vez da Conferência do Clima, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), no Egito. Os portos do Estado são os únicos do mundo convidados a palestrar no evento, assim como em Madri (COP-25) e Glasgow (COP-26).

INOVAÇÃO – No fórum nacional, o Paraná foi lembrado, ainda, como exemplo em inovação e tecnologia. Destaque para o termo de cooperação técnica firmado pelos portos do Estado com a Fundación ValenciaPort, da Espanha, para a implementação de novos sistemas de gerenciamento de operações portuárias e integração de toda cadeia logística.

Os avanços na construção do PCS (Port Community System) foram citados no painel “Tecnologias incorporadas à governança das autoridades portuárias: modernização da gestão dos portos públicos por meio da tecnologia”. 

DISCUSSÕES – O Fórum Brasil Export é um espaço permanente, multisetorial, voltado ao diálogo entre os diferentes agentes envolvidos com as operações portuárias e de logística, dentro e fora do Brasil.

As etapas regionais ocorreram ao longo do ano, com ênfase em questões pertinentes ao segmento: realização de missões internacionais, a criação de conselhos voltados para maior inclusão das mulheres no setor e para destacar ações relevantes relacionadas à tecnologia, ao meio ambiente, ao social e à governança (ESG).