Eficiência do Porto de Paranaguá vira exemplo para Suape
25/11/2021 - 13:32

Delegação pernambucana veio conhecer de perto instalações e sistemas integrados de operação portuária

Referência e com premiações nacionais, o Porto de Paranaguá foi escolhido por uma delegação do Porto de Suape, no Pernambuco, para troca de experiências. Os representantes, três de uma empresa consultora e dois do próprio porto, vieram conhecer de perto a estrutura e as práticas de operação e governança da Portos do Paraná. O objetivo é levar informações e aprendizados para aplicar na operação portuária pernambucana, que fica a 53 quilômetros ao Sul do Recife.

“É sempre uma honra receber representantes de outros portos e a nossa equipe está sempre disponível para recepcionar a todos da melhor maneira possível, naquilo que for necessário, estamos à disposição para mostrar”, destacou o diretor de Desenvolvimento Empresarial, André Pioli.

Para ele, a Portos do Paraná tem se destacado e está sempre compartilhando suas melhores práticas, bem como buscando sempre a inovação. “Essas informações que a gente troca com os portos do Brasil são importantíssimas para a evolução de todos. Somos concorrentes, mas todos têm potencial para crescer muito olhando para o comércio exterior”, apontou o dirigente.

De acordo com Thiago Veras, consultor do Instituto Cesar, o objetivo era conhecer o Porto de Paranaguá para entender como está automatizando todos os processos, ver como funciona a operação e poder levar as boas práticas encontradas para Suape.

“Fomos contratados por Suape para fazer um novo TOS (Sistema de Operação de Terminal) para eles e a gente está fazendo benchmarking em alguns portos. Vimos que Paranaguá é referência e quisemos conhecer também”, justificou Veras, que estava acompanhado dos colegas Ana Regina e José Augusto (Analistas de Empreendedorismo do Cesar) e André Lenon (gerente de Inovação) e Pablo Teixeira (Coordenador de TI), ambos do Porto de Suape.

Na visita, que ocorreu entre terça-feira, dia 23, e quinta-feira, dia 25, a delegação foi acompanhada por Cláudio Dos Santos, Rodrigo Vanhoni e José Carlos Bom, da Gerência de Tecnologia da Informação), Gilmar Francener, da Operação, e Fernando Russo, do Arrendamento.

“O Porto de Paranaguá está bastante avançado, a balança na entrada dos gates onde se faz a pesagem e a checagem do OCR das placas foi algo que surpreendeu a gente. Passamos também pela Operação, Arrendamento, Tecnologia, e conferimos as ferramentas que são utilizadas e como elas estão integradas”, finalizou Veras.

GALERIA DE IMAGENS