Corredor de exportação do Porto de Paranaguá é destaque em missão internacional
17/11/2022 - 15:17

O modelo único do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá foi apresentado nesta quinta-feira (17), no Portugal Export, que acontece nos portos de Sines e Lisboa. O sistema paranaense, que conta com nove terminais interligados a três berços exclusivos para embarque de grãos, foi destaque no primeiro dia do evento, que debate alternativas para o comércio entre o Brasil e o pais europeu.

"A intenção é trocar experiências e apresentar o Paraná como hub logístico da América Latina. O agronegócio brasileiro tem um potencial gigantesco para atender o mercado consumidor português, com qualidade e eficiência. Essa missão internacional consolida nossa agenda de cooperação, aprendizado e novos negócios”, explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

A apresentação do modelo paranaense foi feita pelo diretor da ATEXP (Associação dos Terminais do Corredor de Exportação de Paranaguá) e gerente-geral da Cotriguaçu, Rodrigo Buffara Farah Coelho. “O porto de Paranaguá é vanguarda em diferentes aspectos. Falamos sobre tecnologia, capacidade e os crescentes números que temos alcançado, ano a ano”, destacou.

 “O Corredor de Exportação foi criado há mais de 30 anos, remodelado em 1999 e até hoje é copiado no Brasil e mundo afora. Ele se mantém como referência em produtividade graças aos investimentos realizados em melhorias, como as constantes campanhas de dragagem e a recente implosão da Pedra da Palangana, por exemplo”, disse ele.

DIFERENCIAL: O sistema paranaense de exportação de granéis permite que a carga seja embarcada simultaneamente por três berços de atracação e que um mesmo navio receba mercadorias de diferentes produtores, inclusive dos pequenos. Atualmente, nove terminais privados ou arrendados operam no Corredor: AGTL, Cargill, Centro Sul, Cimbessul, Coamo I e II, Cotriguaçu, Interalli, Louis Dreyfus e Rocha. Juntos, eles somam 1,025 milhão de toneladas de capacidade global.

Além disso, cinco silos públicos também estão interligados ao complexo: um vertical, com capacidade estática de 100 mil toneladas, e quatro horizontais, com capacidade total de 60 mil toneladas.

PORTUGAL EXPORT: A missão internacional em Sines e Lisboa é uma realização do Fórum Brasil Export. Nos dias 17 e 18 de novembro, serão realizadas palestras, visitas técnicas e painéis para ampliar a integração entre os países. Juntos, líderes dos setores de logística e infraestrutura, portugueses e brasileiros, estabelecem um movimento multissetorial e permanente de diversidade e convergência.  

Além do diretor-presidente da Portos do Paraná e do gerente geral da Cotriguaçu, a comitiva paranaense é formada pelos demais integrantes da ATEXP: André Maragliano, Luiz Fernando de Souza, Helder Sorgi Catarino, João Ivano Marson, Hemerson Costa, Sandro Hech, Eduardo Giaretta, Marlbor Necchio, Juliano Mickus e Silvio Jorge Camargo, além do diretor institucional da FTSpar Alex Ávila.