FAKE NEWS - Aferidor de temperatura NÃO causa danos à saúde
02/09/2020 - 10:44

Desde março, todos os funcionários, trabalhadores portuários e caminhoneiros que chegam aos Portos de Paranaguá e Antonina passam por um protocolo de triagem de saúde, que inclui a aferição da temperatura corporal. O procedimento, realizado por enfermeiras e sob supervisão de um médico responsável, é absolutamente seguro e importante no combate ao coronavírus.

Por isso, a Portos do Paraná reforça a atenção de todos com notícias falsas que têm prejudicado o atendimento das equipes contratadas para cuidar de todos. Recentemente, mensagens divulgam Fake News sobre o uso do termômetro usado na testa. O fato foi desmentido por instituições de saúde de todo o mundo, incluindo a Sociedade Brasileira de Neurorradiologia (SBNR), a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), Johns Hopkins University, Pratique des Hautes Études (EPHE) e a Food and Drug Administration (FDA).

“Essa desinformação é um grande desserviço. Pedimos que não acreditem e nem disseminem fake news sobre a pandemia de COVID-19. A divulgação de informações falsas causa riscos no combate a uma doença tão devastadora. Por isso, ao tomar conhecimento de alguma notícia a respeito, verifique a procedência, cheque com fontes confiáveis e não repasse antes de ter certeza que o relato é verdadeiro”, destaca o presidente da autoridade portuária, Luiz Fernando Garcia.

Na mensagem que passou a circular entre grupos de bate-papo virtual, o relato falso de uma enfermeira alega que o termômetro para a aferição de temperatura causa câncer, perda de neurônios, dano à glândula pineal ou, ainda, aciona algum chip instalado no crânio. De acordo com o médico Heriberto Westphalen Júnior, do Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO), não há qualquer possibilidade ou evidência científica destes riscos.

Esse medidor de testa não emite nenhuma radiação e são projetados para medir comprimento de ondas infravermelhas naturais que o corpo emite. Ou seja, os termômetros não enviam luz infravermelha para o corpo. Além disso, a testa também não está particularmente perto da glândula pineal, que fica localizada nas profundezas do cérebro.

“É um equipamento extremamente seguro, que jamais, em momento algum, vai causar algum dano”, avisa. “Ao contrário, ele evita a transmissão do vírus, que poderia acontecer no contato das pessoas com o termômetro comum, usado nas axilas, por exemplo”, ressalta.

Assim, além de contribuir para a própria saúde, se submeter à aferição de temperatura também é importante para prevenir a COVID-19 e preservar o bem estar dos companheiros de trabalho, dos amigos e familiares. Quem se recusar a ser testado ou insistir para ser medido no pulso (vale relembrar que o aparelho não está calibrado para outras partes do corpo) será impedido de entrar nas dependências da Portos do Paraná.

Segundo o médico, neste momento de insegurança é preciso ter responsabilidade na hora de propagar informações. “A gente precisa se fixar bem no que vai dizer porque algumas pessoas podem acreditar e isso não traz nenhum benefício. Para a gente passar uma informação, a gente tem que estar certo que a informação é correta, não só agora, mas principalmente neste momento de pandemia”, destaca.

Em caso de dúvidas, é importante checar a veracidade da notícia e o próprio atendimento dos médicos contratados pela Portos do Paraná e a equipe do OGMO podem esclarecer sobre a pandemia.

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias