Ações ambientais da Portos do Paraná são tema de palestra para alunos da FAE
07/06/2022 - 10:46

Cerca de 120 alunos da FAE Centro Universitário assistiram na quinta-feira (2), à palestra sobre as ações mitigadoras, compensatórias e os monitoramentos ambientais desenvolvidos pela Portos do Paraná. O conteúdo foi apresentado pelo diretor de Meio Ambiente da empresa pública, João Paulo Santana. A apresentação foi direcionada para alunos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, encerrando o semestre da disciplina intitulada Investigação das Cidades.

“É incrível como os alunos se surpreendem ao saberem dos constantes monitoramentos e ações ambientais inovadoras que a Portos do Paraná está implantando ou que já executa. Descobrem que além de transportarmos cargas, cuidamos de pessoas e ajudamos as comunidades. A partir desse momento, a visão que eles têm sobre o Porto de Paranaguá se renova, para melhor”, conta Santana.

Segundo ele, após a palestra, muitos descobrem que o porto é uma empresa que se preocupa com as responsabilidades, não apenas econômicas, mas também as culturais, sociais e ambientais. “Com esse conhecimento eles podem entender melhor as práticas de ESG da Portos do Paraná e desenvolverem uma visão mais abrangente sobre o protagonismo do Porto no desenvolvimento sustentável do litoral”, completa.

TEMA - Para o professor na graduação de Arquitetura e Urbanismo da FAE, Augusto Pimentel Pereira, o convite da palestra veio da ideia de trazer um panorama da atuação dos portos paranaenses, colocando em perspectiva a relevância que o porto tem para o litoral do Paraná, especialmente, na promoção do desenvolvimento sustentável e do equilíbrio com o meio ambiente.

“Agora os alunos sabem como funciona, quais são os programas, o que o porto faz, como o porto atua, é importante que tenham um pouco dessa visão, porque para quem está em Curitiba o porto é um ícone que está longe, inacessível”, destaca Pereira.

Segundo o professor, a relação da Portos do Paraná e FAE deve se intensificar no segundo semestre. “Vamos promover novas ações, talvez de incursão de alunos para conhecer o porto, talvez do João Paulo voltar a FAE para falar de outras temáticas mais específicas. É uma parceria que estamos abrindo hoje, mas certamente teremos outras iniciativas”.

Fábio Domingos Batista, professor de Projeto e Teoria e História, achou a palestra bem interessante. “Quando olhamos o porto em Paranaguá, vendo como urbanista, sem entender a dinâmica, vemos o local como uma barreira ambiental, apesar de saber que ele movimenta uma boa parte da economia da cidade”.

 “Imaginava que existia uma questão ambiental só em caso de acidente, não sabia que é uma preocupação constante da Portos do Paraná. A palestra mudou isso, demonstrou toda relação ambiental que existe, em uma macro escala, em toda área de abrangência do porto”, afirmou.

GALERIA DE IMAGENS