Monitoramento de Manguezais

Monitoramento Fitossociológico e de Processos Erosivos

O monitoramento dos manguezais consiste no acompanhamento do estado de conservação dos bosques de mangue (fitossociologia) em quatro áreas representativas no Complexo Estuarino de Paranaguá.  São obtidos dados de sobrevivência e crescimento,de forma que possam subsidiar ações de manejo, bem como para subsidiar ações dentro dos programas de comunicação social e educação ambiental, como difundir informações e conscientização sobre a importância ecológica deste ecossistema.

Desde junho de 2016, o monitoramento da fitossociologia é executado trimestralmente nos bosques de mangue da região do Rocio, Oceania e Amparo, por meio da instalação de parcelas que variam de 25 a 100 m2. Complementarmente, há o acompanhamento fotográfico da evolução de um bosque de mangue localizado na Ilha do Mel.  As três espécies típicas de manguezais da região (Laguncularia racemosa - mangue branco; Avicennia schaueriana - mangue preto e Rhizophora mangle - mangue vermelho) podem ser observadas nesses bosques.

O programa de monitoramento dos processos erosivos nos manguezais analisa se ocorre a saída (erosão) ou a chegada (sedimentação) de sedimentos nos mangues, fenômenos que ocorrem naturalmente no ambiente, mas que podem ser intensificados devido a interferências humanas.


Mutirão de Limpeza nos Manguezais

Em prol da preservação dos manguezais localizados no entorno do porto de Paranaguá, a cada dois meses são realizados mutirões de limpeza dos manguezais do Oceania e do Rocio (em Paranaguá). Desde 2016, já foi retirada mais de uma tonelada de resíduos desses locais.

Esses mutirões têm como objetivo sensibilizar a comunidade acerca da importância do ecossistema de manguezal, bem como dos ecossistemas associados a ele, além de informar e conscientizar a comunidade da importância da correta segregação e destinação dos resíduos sólidos gerados.

 

GALERIA DE IMAGENS

  • Monitoramento de Manguezais
    Monitoramento de Manguezais