Notícias

10/07/2012

Porto de Paranaguá fecha semestre com movimentação recorde de soja

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) concluiu, nesta terça-feira (10), o balanço da movimentação de cargas do primeiro semestre do ano. Mais uma vez, foi o desempenho da soja que impulsionou o aumento geral de 5%, em relação ao mesmo período de 2011. A exportação do grão, em 2012, foi 25% maior.

De janeiro a junho deste ano, o Porto de Paranaguá movimentou mais de 20,7 milhões de toneladas de cargas. Desse total, mais de 14,6 milhões de toneladas é de granéis sólidos. E o maior volume, mais de cinco milhões, é da soja.

“A meta que nos foi passada pelo governador Beto Richa foi a de dar o máximo de assistência e atenção ao produtor rural. Os números demonstram o bom momento para os produtores e nós, no porto, estamos concentrados em promover melhorias principalmente no corredor de exportação, para incentivar ainda mais a exportações do setor”, disse o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

Está programada para o mês que vem o lançamento do edital de licitação para a realização da primeira etapa do repotenciamento do corredor de exportação do Porto, que vai permitir um ganho de 30% na produtividade dos embarques.

Preços – De acordo com o engenheiro agrônomo Marcelo Garrido, técnico do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), o que impulsionou a exportação recorde, desde o início do ano, foram os preços. “Com quebra de safra na América do Sul e diminuição da área plantada de soja nos Estados Unidos – principal exportador do grão -, os preços da soja ficaram aquecidos, favorecendo os produtores brasileiros”, explica.

Até o final de junho, segundo Garrido, o produtor de soja paranaense já comercializou 95% da safra. Ou seja, o estoque do produto já é baixo. “A tendência agora é queda na exportação da soja, que já é bem incipiente”, afirma. Os 5% que faltam ser comercializados pelo Paraná devem durar, no máximo, até o final de agosto, de acordo com o agrônomo.

Ainda segundo o técnico do Deral, até junho o Brasil exportou U$ 15,95 bilhões do complexo soja (grão, farelo e óleo). Desse total, a participação da soja paranaense é de 20,3%, o que representa U$ 3,24 bilhões. No mercado externo, o preço da saca de soja (60 quilos) passou dos R$70.
Para o produtor do Paraná, em junho, o preço pago pela saca foi de R$58,29, 45% a mais do que em junho de 2011, quando o valor era em torno de R$40.

Outras cargas – No fechamento do semestre, a Appa também registrou aumento na exportação de farelo de soja. Foram mais de 2,6 milhões de toneladas, 4% a mais que o período em 2011.

A exportação de contêineres também apresentou alta, de 10%. De janeiro a junho, este ano, foram mais de 184 mil TEUs (twenty-foot equivalent unit). No ano passado, esse total era de 167 mil.

Importação – Na importação pelo Porto de Paranaguá, a movimentação de contêineres apresentou aumento de 13%. No primeiro semestre deste ano, foram mais de 188 mil TEUs contra 166 mil do ano passado.

A importação de trigo, de janeiro a junho, também foi maior. Este ano, foram mais de 131 mil toneladas importadas do produto, 78% a mais que em 2011.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.