Notícias

07/05/2018

Cida repassa R$ 5,6 milhões a Paranaguá para combate a zoonoses

O Governo do Estado destinou R$ 5,6 milhões para a Prefeitura de Paranaguá aplicar em programas de controle de zoonoses. O montante é referente à segunda etapa de um acordo fixado em 2016 entre a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) e o Ministério Público Federal. A autorização para o repasse foi assinada pela governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira (07), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

De acordo com Cida, ações como esta são importantes porque servem para prevenir e evitar surtos e doenças. “Há pouco tempo tivemos uma emblemática epidemia de dengue em Paranaguá que precisou de intervenção estadual, federal e municipal para ser sanada. Estamos todos do mesmo lado e precisamos trabalhar juntos para ter cidades melhores e que ofereçam cada vez mais qualidade de vida à população”, disse ela.

REPASSES - Na primeira etapa, em janeiro de 2016, O Estado destinou à administração municipal R$ 4 milhões e mais um caminhão para a coleta lixo. O recurso foi usado no programa de prevenção da dengue na cidade e aplicado na contratação de agentes sanitários e na coleta de resíduos contaminados.

Segundo o diretor-presidente da Appa, Lourenço Fregonese, Paranaguá é uma cidade grande, com 150 mil habitantes, e é muito importante que o porto e o município estejam unidos no combate a zoonoses. “Dessa forma, a população sai beneficiada e conseguimos acabar com todas as doenças que atacam nossas vidas todos os dias”, disse.

Desde 2012, os portos do Paraná desenvolvem um Programa de Controle de Zoonoses nas suas áreas, com resultados monitorados pelos órgãos ambientais. “Não podemos deixar que as doenças tomem conta de nossas cidades”, disse o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion.

APOIO – O secretário de Planejamento de Paranaguá, Silvio Loyola, explica que a cidade é de pequeno porte e precisa do apoio do Governo do Estado. “Nossa receita é muito pequena, por causa da folha de pagamento e dos investimentos obrigatórios, então, essa receita vem em excelente momento para dar continuidade aos trabalhos de prevenção”, disse.

Alguns dos trabalhos de prevenção a zoonoses do município são limpeza pública, acompanhamento próximo a focos da dengue, campanhas contínuas durante o ano, fiscalização, prevenção e acompanhamento de denúncias.

EPIDEMIA - Entre julho de 2015 e o segundo semestre de 2016, Paranaguá registrou 16,4 mil casos de dengue e 30 mortes decorrentes da doença. A prefeitura decretou estado de emergência e teve que cancelar todos os eventos comemorativos, incluindo o Carnaval.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários de Estado da Fazenda, José Luiz Bovo, e do Cerimonial e Relações Internacionais, Ezequias Moreira; o presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Orlando Pessuti; o prefeito de Antonina, Jose Paulo Vieira Azim, e o deputado estadual Tião Medeiros.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.