Notícias

17/03/2017

Uma história de dedicação ao Porto de Paranaguá

"Comecei a trabalhar no porto de Paranaguá em janeiro de 1970.

Naquele tempo o porto detinha o monopólio das atividades portuárias e dependia muito da mão de obra direta do trabalhador, tanto na área operacional como na de manutenção.

Mas o mundo se transformou e o porto também.

Tive a felicidade de testemunhar e participar, mesmo que modestamente, da marcante evolução do porto ao longo de quase 5 décadas.

O movimento geral de cargas cresceu de 2,7 milhões de toneladas movimentadas, em 1970, para 45 milhões de toneladas movimentadas, em 2016.

Este crescimento é fruto de grandes transformações realizadas na infraestrutura marítima e terrestre do Porto de Paranaguá, e na legislação portuária através da Lei de Modernização dos portos.

Ao longo de cinco décadas, pude acompanhar a abertura do canal da Galheta, a construção de novos trechos de cais, a implantação de terminais de granéis sólidos e líquidos, do terminal de contêineres e do terminal de veículos.

Dentre as inovações operacionais merece destaque a implantação do sistema de múltipla integração de terminais no Corredor Leste de Exportação, onde cada terminal integrado se acessa a cada uma das seis linhas de transportadores do eixo público de uso comum, possibilitando realizar operações de embarque com simultaneidade de três navios, seis shiploader’s com capacidade individual para um mil e quinhentas toneladas por hora, e seis terminais.

Trata-se de um modelo único no Brasil que se comprovou como sendo de alta eficiência e operacionalidade e do qual pude participar diretamente como engenheiro da Appa.

Merece destaque, ainda, o sistema de interligação de terminais retro portuários privados de granéis sólidos e líquidos com os terminais portuários arrendados, ou ainda, diretamente com os sistemas operacionais de embarque até os navios.

Na medida em que as áreas públicas vão se saturando, este sistema de grande alcance, possibilita expandir a estrutura operacional do porto através da integração de áreas e instalações de patrimônio privado localizadas fora do perímetro da área do Porto Organizado com o sistema portuário.

Como um grande polo econômico que conecta uma vasta área de influência de mais de 800.000 km2 com o resto do mundo, o Porto de Paranaguá é o pulmão de riquezas por onde o Paraná respira, pulmão que precisa crescer para o Estado crescer."

Kozo Kawata, engenheiro mecânico e um dos mais antigos funcionários do Porto de Paranaguá.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.